O CORAÇÃO DA "TANGO Y NADA MÁS"

O Tango é uma cultura popular razão pela qual, no que à dança diz respeito, começa por ser uma dança social. Com efeito, na sua natureza, no seu coração e nas suas origens, o Tango começou por ser, ainda é e sempre será uma dança social.

Isto significa não apenas que qualquer pessoa consegue aprender a dançar, uma vez que dançar Tango Argentino é para todos e não requer qualquer capacidade física nem talento especiais, mas também que existe uma componente social na génese desta dança que, no nosso entendimento, mantém o coração do “Tango” a bater. Pode até dizer-se que o coração do Tango, o seu impulsionador, o motor que o mantém vivo, é a Milonga, esses lindos encontros sociais onde as pessoas se encontram para dançar, ouvir boa música ou, simplesmente, conversar, tomar uma bebida e passar um bom tempo juntos.

Estes encontros sociais são também o coração da TANGO Y NADA MÁS. Por isso, a TANGO Y NADA MÁS promove o desenvolvimento das ligações sociais acreditando que são a forma mais rápida de alcançar um estado feliz, gratificante e de realização pessoal no mundo do Tango Argentino.

É verdade que ninguém aprende verdadeiramente a dançar Tango sem o estudar. Mas também é verdade que estudá-lo apenas também não é suficiente.

Para aprender a dançá-lo há que dançar! Todas as semanas, todos os dias, se possível. Há que simplesmente dançar e continuar a dançar até o dominar. E depois continuar a fazê-lo por diversão, por prazer ou para levar a própria dança ainda mais longe!

De modo a alcançar estes objectivos, a TANGO Y NADA MÁS organiza encontros sociais regulares, nomeadamente Práticas e Milongas.

As Práticas são encontros relaxados, onde as pessoas se encontram para praticar os aspectos físicos e técnicos do Tango. São a ponte entre as aulas e as Milongas e não obedecem praticamente a nenhuma “formalidade”, ao contrário da Milonga. As Práticas são ainda o melhor pretexto para aqueles que partilham desta mesma paixão se encontrarem num ambiente que promove a socialização, independentemente do nível do bailarino.

E quando os bailarinos mais antigos partilham a sua experiência e os novos trazem nova energia e entusiasmo, algo mágico acontece: o Tango emerge e a comunidade cresce!

As Milongas são os momentos em que a dança se torna um meio em vez do fim em si mesma. Um meio para entrar em contacto, explorar e expressar os nossos sentimentos e emoções mais profundas, o nosso ser interior, enquanto, ao mesmo tempo, temos o privilégio de estar em contacto com a mais pura manifestação do coração, espírito e alma dos outros.

Pode até dizer-se que o desenvolvimento dos aspectos emocionais do Tango-dança traz um balanço à forte racionalização da maioria das sociedades de hoje. Ter a oportunidade de aprender a abraçar o outro, não apenas de um ponto de vista físico, mas também de uma perspectiva metafísica, é uma oportunidade a preservar e um verdadeiro privilégio nos dias que correm.

E é por isso que, na TANGO Y NADA MÁS, guiamos os nossos alunos regulares e quem nos visita pontualmente na procura destas ligações interiores consigo próprio e com os outros quando vão às Milongas. Desenvolver esta consciência do “eu” e dos “outros” é um objetivo por si só e um dos propósitos centrais e fundamentais desta Casa de Tango.

​SEGUE-NOS

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram

"TANGO y nada más" - Casa de Tango em Lisboa